Diário de Bordo - PRAGA

12:00 Maria Aline Tavares 1 Comentários


Aline Tavares em Praga: a capital da República Tcheca (antiga Tchecoslováquia) sempre está presente nas listas de cidades mais lindas do mundo. Sem dúvidas, foi a mais bonita que já conheci. Pra completar é uma das mais baratas também! Este lugar é EXTRAORDINÁRIO! Praga foi esculpida nos mínimos detalhes de uma beleza sem igual! Além disso, aprendemos o significado de qualidade de vida. Aqui tudo funciona: transporte, segurança, limpeza, saúde, lazer, etc etc... Bem-vindos ao paraíso, meu povo!

Point dos cisnes, com vista para a Ponte Carlos (Karluv Most), no bairro Malá Strana

Vysehrad no bairro Praga 2

Ponte Most Legiì - mapa na mão e "pernas pra que te quero!"

Apesar de ter mais de 1 milhão de habitantes, a cidade é relativamente pequena para quem quer turista-la. É possível visitar todos os pontos turísticos apenas caminhando (mas como ninguém é de ferro) também podemos utilizar o transporte público (limpo, moderno e gratuito). Mesmo assim, você não conseguirá conhecer tudo em 1 dia, pois como já disse Praga é rica em minuciosidades, muita coisa pra admirar em um só lugar.

Sinagoga Alta, no bairro Josefov
 
Igreja de São Pedro e São Paulo, em Vysehrad

Praça da Cidade Velha - os mercadinhos e a Igreja de São Nicolau ao fundo

Depois de conhecer Praga, qualquer outro lugar se torna menos charmoso, como se nada pudesse superar sua perfeição. Assim que cheguei aqui fiquei tão estupefata com essa espetacularidade que já estava pensando nas possibilidades de adquirir a cidadania Tcheca (como se fosse fácil) e me mudar para a capital! Mas como nem tudo são flores, a dificuldade de Praga é seu idioma estranho! Visto isso, o inglês é fundamental para o turista se virar por aqui.

Ponte Carlos (Karluv most)

Bairro Cidade Nova (Nové Mesto)
 
Google Maps

A região turística de Praga é essa do mapa acima, onde destaquei de vermelho os lugares mais relevantes e a tradução. O rio Moldava "divide" a cidade em duas partes. Vamos começar pelo lado direito. Praga 1 é o centro, o ponto mais importante, onde está Ponte Carlos, Josefov, Praça da Cidade Velha/Principal (Old Town Square); Relógio Astronômico e sua Torre; Igreja de Tyn; Igreja de São Nicolau (tem outra igreja com o mesmo nome no bairro Malá Strana); os mercadinhos (que vendem comidas, souvenirs)... Na minha opinião, este é o melhor bairro para se hospedar.

Praça da Cidade Velha e a Igreja Tyn, vista do alto da Torre do Relógio Astronômico

Igreja Tyn

Torre do Relógio Astronômico (Old Town Hall)

O Relógio Astronômico (Orloj) é o maior símbolo de Praga

A cada hora completa acontece um espetáculo mecanizado: o galo canta, esculturas (a vaidade; a avareza; a morte e o turco) que estão em torno do relógio se movem e os 12 apóstolos aparecem nas janelas. Além de marcar várias horas diferentes como, hora astronômica, hora da Tcheca Antiga, hora do centro da Europa, é o único no mundo que mostra a hora babilônica. Ele marca também a posição do sol e da lua e os meses em zodíacos. Toda hora eu queria ver esse espetáculo! É lindo demais!
Reza a lenda que quando o Mestre Hanus terminou de construir o relógio as autoridades contemplaram como uma obra prima exclusiva, mandando cegar o relojoeiro e seu assistente para que não fizessem outro igual.


Castelo de Praga - Catedral de São Vito

O céu de Praga é uma coisa sobrenatural <3

Sinagoga Jerusalém, em Praga 1 - Foi a que eu mais amei porque sua arquitetura é toda coloridinha! Coisa mais linda! <3

Eu fui na época de natal, quando a cidade fica ainda mais linda. Toda decoradinha, cheia de mercadinhos e uma bela árvore com mais de 20 metros na Praça Principal, que faz um show de luzes sintonizado a musica. Beleza pura. Poréém, além de escurecer muuuito cedo, tipo às 16h, o frio daqui dói até a alma! Quem vier no inverno e não ta acostumado é bom investir numa artilharia pesada! Eu andava parecendo um boneco de olinda perdido numa geladeira. É muito tecido pra uma pessoa só!

Vysehrad

Ilha de Kampa, em Malá Strana

Torre da Pólvora (Prasná brána), em Praga 1

Sinagoga Klausen, no bairro Josefov

Do centro, subindo no mapa, caminhando por 8 minutos, encontramos Josefov. Já sabemos que Praga é toda linda, contudo esse local tem algo a mais! A sua arquitetura é comovente, feita até nos pequenos detalhes com muito zelo e cuidado. Os museus são bem abundantes, as sinagogas (local de culto dos judeus) são surpreendentes. Tudo é muito fabuloso e emocionante!
Por volta do século XV, os judeus eram descriminados e perseguidos pela sociedade. Viviam isolados em guetos sem permissão para sair, foi assim que se criou Josefov, o bairro judeu.

Sinagoga Maisel

Sinagoga Alta

Sinagoga Pinkas - Suas paredes são todas cobertas com os (77.297) nomes dos judeus assassinados pelos nazistas

Sinagoga Pinkas

Objetos em exposição e alguns detalhes da Sinagoga Klausen

Velha Nova Sinagoga - Construída em 1270, é a sinagoga mais antiga da Europa, ainda em funcionamento



Sinagoga Espanhola - Monumento em homenagem ao escritor Franz Kafka

Interior da Sinagoga Espanhola

Um dos cemitérios mais famosos do mundo se encontra aqui! Na época, os judeus não podiam sair do bairro nem para sepultar seus entes queridos em outro lugar. Como o terreno do cemitério de Josefov era pequeno, foi logo ocupado, e os judeus tiveram que enterrar um corpo sobre o outro, por 300 anos, chegando até 12 andares de terra, onde tem aproximadamente 12 mil lápides e 100 mil pessoas enterradas.


Também é um dos mais antigos cemitérios judeus da Europa (1439)




Acredita que até os cemitérios dos judeus, os nazistas gostavam de destruir?! Mas Hitler quis manter esse intacto para criar em Josefov um exótico museu da "Raça Extinta", enviando muitos objetos judaicos importantes, de vários locais da Europa Central, para fazer de exposição aqui. Depois da Segunda Guerra Mundial o Museu passou a ser administrado pelo Estado da Tchecoslováquia. Em 1996, foi finalmente entregue a administração da comunidade judaica local.


Do centro, caminhando por 7 minutos, do lado oposto ao Josefov, tem a Praça Venceslau (Wenceslas Square). Uma longa avenida com muitas lojas, mercadinhos locais e o Museu Nacional de Praga

Monumento na Praça Venceslau em memória a Jan Palach, que em 1969, neste mesmo local, ateou fogo em si próprio protestando contra a invasão soviética

Agora vamos descer no mapa, abaixo do Praga 1, chegando na Cidade Nova (Nové Mesto). Mais coisas para ver como o Teatro Nacional (National Theatre), a Praça Carlos (Karlovo Namesti), a Casa Dançante... Mas não pense que é saindo de um bairro e entrando no outro que você vai encontrar um novo monumento ou um novo ponto turístico. A beleza de Praga está a cada passo...

Casa Dançante (Tancici Dum)

Monumento em homenagem ao escritor Alois Jirasek (1851 - 1930)

Bairro Cidade Nova (Nové Mesto)

Monumento em homenagem ao escritor Franz Kafka

Abaixo da Cidade Nova, em Praga 2, Vyserahd foi o mais distante que cheguei e se eu fosse vocês não o deixaria de fora do roteiro. Como está numa parte alta da cidade temos daqui uma vista panorâmica espetacular! Diferente do outros pontos turísticos que estão sempre lotados de gente, este é bem tranquilo, bom pra tirar altas fotos sem se preocupar com os turistas que ficam passando na frente da câmera kkkkk Ainda tem a Igreja de São Pedro e São Paulo, o cemitério de Vysehrad, museus, (incluindo um que expõe todos os monumentos da famosa Ponte Carlos) e um charmoso jardim!

Entrada do Vysehrad

Porta da Igreja de São Pedro e São Paulo



O lado direito de Praga já conhecemos, agora vamos para Malá Strana, que fica do outro lado da cidade. Atravesse o rio Moldava pela ponte mais linda e famosa de todas: Ponte Carlos (Karluv Most)! Daqui você vai contemplar talvez o pôr do sol mais bonito da sua vida! <3 Parecia que meus olhos estavam enfeitiçados! É uma coisa de lokooo, gente!! Uma obra divina! A ponte é decorada com 30 estátuas magníficas, sendo que em uma específica passamos a mão pra nos trazer sorte e não se preocupe que você vai acha-la facilmente.

O céu reflete no rio *-*

Ponte Carlos

A Torre do lado da Cidade Velha é considerada um dos melhores exemplos da arquitetura gótica no mundo

Uma das estátuas

Em Malá Strana encontramos um outro estilo de Praga. Tem a Igreja de São Nicolau em seu estilo barroco. Nesta igreja Mozart tocou várias vezes, (lembrem-se que são duas igrejas com o mesmo nome, a outra está na Cidade Velha), a Igreja de Nossa Senhora Vitoriosa, Ilha de Kampa, o Muro de John Lennon e etc.

Muro de John Lennon (Lennonova zed ou Lennon Wall)

É interessante ver como o Muro de John Lennon se destaca num contraste colorido totalmente diferente de tudo que está ao seu redor. Sua historia é bem legal e foi muito importante na época (1980) para os tchecoslovacos. Logo após a morte de Lennon, algumas pessoas começaram a pintar o muro em homenagem ao cantor e aos Beatles.


Como já estavam todos exaustos pelo comunismo soviético que viviam na antiga Tchecoslováquia, começaram a usar o muro para expressar também seus sentimentos. As autoridades viram essa atitude como um insulto, mandando passar uma tinta branca por cima das pinturas. Mas isso não foi o bastante para impedir o numero cada vez maior de pessoas que, até hoje, deixam suas mensagens de paz e amor, se tornando assim um grande símbolo de liberdade de expressão.

Ilha de Kampa


Quando eu achei que mais nada podia me surpreender nesta cidade, cheguei num local onde os cisnes ficam reunidos e endoidei de vez! Amei tanto isso aqui que inventei esse nome pessoal Point dos Cisnes pra o lugar que se tornou um dos mais especiais de toda minha vida! Esse animal já é lindo por natureza, imagine um monte deles juntos com um plano de fundo como Praga! Consegue raciocinar?! Nem eu que vi essa cena consigo, imagineeee!! Perfeição de meu Deus!!

Igreja de São Nicolau

Igreja de Nossa Senhora Vitoriosa (Kostel Panny Marie Vitezné)


Nessa igreja está o famoso Menino Jesus de Praga, que muda sempre o seu vestidinho, tendo uma grande coleção deles. Os vestidos e presépios em exposição vem de todas as partes do mundo. Até vi alguns presépios de Salvador (Bahia, Brasil) Me senti em casa. Acho que todo mundo se sente um pouco acolhido aqui pois sempre encontram algo que veio do seu país de origem.

Nossa Senhora Aparecida na Igreja de Nossa Senhora Vitoriosa

Subindo o bairro Malá Strana, chegamos a Colina Hradcany onde está o Castelo de Praga, considerado o maior castelo do mundo. Essa é a parte mais antiga da cidade, sua construção iniciou por volta do ano 880 d.c. Eu também ameeei esse lugar! Impossível escolher o que é mais bonito em Praga, séério! Tudo é deslumbrante! O Castelo de Praga (Prazsky hrad) é na verdade uma pequena cidade e suas principais atrações são: Catedral de São Vito, Palácio Real, Basílica de São Jorge e Golden Lane.


A parte detrás da Catedral de São Vito

Parte detrás da Basílica de São Jorge

As famosas vidraças coloridas da Catedral de São Vito


Golden Lane é uma rua com várias casinhas coloridas, construídas no seculo XVI para hospedar os guardas do imperador. É muito fofa essa parte! :D Minha cara! A numero 22 é onde o escritor Franz Kafka viveu por 2 anos. Hoje cada casinha serve como loja ou museu. Uma bem assustadora é a Casa da Tortura, onde estão as ferramentas usadas naquela época para torturar os prisioneiros. Fiquei com uma dó! Aquele povo sofria, viu?! Tadinhos! :'(

Casa da Tortura

 
Alguns locais tem passagens bem estreitas, o que tornou tudo ainda mais divertido pra mim. #SoulMuseumAdventure

O Monastério de Strahov (Strahovsky kláster) está entre o Castelo de Praga e Petrin. O que mais me encorajou vir até o extremo do "lado esquerdo" da cidade, foi sua biblioteca. Me apaixonei pelas fotos que tinha visto na internet. Porém foi um pouco decepcionante quando cheguei aqui porque não era aberta para o publico e só podíamos ver uma parte, através de uma grade. Mesmo assim valeu a pena, pois a beleza desse lugar vai além da biblioteca.


Existe também a biblioteca de Klementinum que fica do outro lado de Praga e é muito linda!! Não deu tempo de conhecer. Com certeza será o primeiro lugar que irei quando retornar a Praga.

Monastério de Strahov

Porta de entrada para o Monastério

E por ultimo mas não menos importante: Petrin, outra região que está numa parte bem alta da cidade. É possível chegar aqui de funicular. As atrações são: Torre de Petrin, (pela semelhança com a torre de Paris, também é chamada de Mini Eiffel) o Labirinto de Espelhos (Mirror Maze), o observatório astronômico (que eu queria muito ver mas estava fechado quando fui) e Catedral de St. Lawrence.


Catedral St Lawrence

Labirinto de Espelhos


Torre de Petrin

Da torre a vista é sensacional! Como tem muitas aberturas, subir até o topo não é para os fracos, eu mesma não consegui, minhas pernas estavam tremendo e olha que eu gosto de altura.


Castelo de Praga no centro da foto, vista da Torre de Petrin

Esse foi meu roteiro de 4 dias em Praga, mas a cidade vai muito além do que escrevi. São tantas coisas que não caberia tudo aqui. Eu adorei compartilhar com vocês e relembrar essa viagem que foi tão especial pra mim. Curtiram?! Comentem o que vocês acharam! E quem já conhece conte também pra gente como foi a sua experiência. Pra concluir segura esse salve em tcheco: "Na další! Sbohem!" :D

Outras Observações:

1. Prague Card: É um cartão de entrada para as atrações turísticas da cidade. Muito vantajoso para quem gosta de entrar em todos os lugares. Eu comprei o cartão de 3 dias. Confesso que o de Londres não foi tão bom assim, pois não incluía vários locais que eu queria ver. Esse de Praga inclui quase tudo, e quando não dá entrada gratuita, dá bons descontos. Some os valores de todas as atrações que pretende conhecer e se for acima do valor cobrado pelo Prague Card, vale a pena comprar o cartão. Pra mim foi bastante compensador. Vem com o mapa e um guia dos lugares incluídos.


2. PragueBoats: Um passeio de barco pelo Rio Moldava. São várias empresas com trajetos diferentes. Alguns tem restaurantes, podendo optar pelo almoço ou janta (noite) durante o passeio. Eu fui de noite, mas aconselho de dia para ver melhor a paisagem. Fui em uma empresa que tinha desconto com o Prague Card. Foi muito legal ver a cidade por outro angulo e passar por debaixo da Ponte Carlos.




3. Moeda: A sua moeda é Coroa Tcheca e é bem estranho porque a gente (2 pessoas) vai almoçar em um bom restaurante e quando recebe a conta deu 500 coroas! Como assim??!! Parece um absurdo mas se convertido em real dá aproximadamente 60 reais. Baratinho, né?! :)

4. Spa de cerveja: Praga é muito famosa pela sua cerveja, considerada uma das melhores do mundo. Porém sua fama não se limita só no seu sabor, mas também no seus spas. Imagine mergulhar numa banheira de hidromassagem super quente feita com cerveja e ótimos produtos para a pele... E tem que ser no mínimo por 2h porque fiquei só 1h e me arrependi. O tempo voa e a vontade é de morar lá. Saí do Spa renovada. Faça a reserva com antecedência pela internet porque a agenda está sempre lotada. Eu fui no Spa Beerland e recomendo. É a melhor de Praga pelo TripAdvisor. Vale muuito a pena! Uma experiência diferente, relaxante, engraçada e inesquecível.






5. Impaciência dos garçons: Antes de vir, li em muitos sites que falavam de Praga sobre a impaciência do garçons para atender as pessoas. Isso aconteceu comigo na primeira vez que fomos (eu e meu marido) jantar. Era um pouco mais tarde (20h) e quando sentamos na mesa do restaurante em poucos instantes veio um anotar logo o pedido, a gente pediu mais 5min para escolher aí o garçom disse "mais 5 minutos e fechamos isso aqui". Pah! kkkkk Foi a única vez, e pra evitar o constrangimento eu não perdia tempo em escolher o meu pedido. Também percebi a impaciência de outros (atendendo em pontos turísticos e também em mercadinhos) com quem não é fluente no inglês. Mas notei também a gentileza de muitas pessoas (principalmente dos residentes) que paravam o que estavam fazendo, até trabalhando, para com toda a paciência e simpatia nos ajudar com uma informação. Por isso que eu amo viajar! A diversidade do mundo me encanta! Outros costumes, outras culturas, outras pessoas. Um viajante da vida não pode ter frescuras, deve estar sempre pronto para o diferente, sem preconceitos.

MAIS FOTOS:

Restaurante Bellevue, vista da Ponte Carlos

Interior da Igreja de São Nicolau, na Praça da Cidade Velha

Vista do Vysehrad

Josefov

Vysehrad

Vidraças da Catedral de São Vito, no Castelo de Praga

Fachada da Sinagoga Espanhola

Museu em Vysehrad

Galeria Rudolfinum e o monumento em homenagem ao pintor Josef Mánes

Exposição na Galeria Nacional de Praga (Palác Kinskych), na Praça da Cidade Velha

Porta da Igreja de São Pedro e São Paulo, em Vysehrad

Exposição no Choco-Story Museu de Chocolate, em Praga 1

Josefov

Uma das estátuas da Ponte Carlos

Cidade Nova (Nové Mesto)

Interior da Catedral de São Vito

Capela de Betlemme (Bethlehem Chapel), em Praga 1

Igreja Tyn, vista da Torre (Old Town Hall) do Relógio Astronômico

Cidade Nova (Nové Mesto)

Vista do alto da Torre da Pólvora (Prasna brana)

Vysehrad

Praga 1

Vysehrad

Ponte Carlos

Aline Tavares em Praga : a capital da República Tcheca (antiga Tchecoslováquia) sempre está presente nas listas de cidades mais lind...

1 comentários:

Tâmara Lima disse...

Pelo menos um país na Europa que a moeda local é menos valorizada que o real kkkkkkk
Mas focando em outras coisas, fora o dinheiro kkk, amei o tuor, extenso, mais deu pra ter noção de que Praga tem vários lugares para explorar, não só lugares famosos que passam na TV pela beleza, mas aqueles que são pontos turísticos por sua história. EU já quero ir nesse lago onde tem os cisnes, amo eles sem vê-los de perto rsrs...obg por compartilhar sua experiência.