DESPIDA DE MISTÉRIOS

12:16 Bruna Gavião 0 Comentários


Leia-me antes.
Vez ou outra deparo-me a interessados, admiradores, e na maioria, curiosos, o qual sempre buscam a mesma resposta:
Quem sou eu ?
Sou o pardo de minha pele. Sou o castanho que colore minha íris. As pernas compridas e finas que compõem minha altura acima da média. Sou os fios lisos proveniente da carga genética que possuo. Sou os lábios carnudos e bem delineados. De nariz avantajado.
Mas, não.
Sou o que você vê. O que sua mente compreende. Ou apenas o que te apresentei.
Só que, mais.
Sou a criança que chegou de surpresa. Sou a filha que não herdou os olhos verdes da mãe. Sou a aluna que foi a aula de sábado que a turma combinou de faltar. Sou a estranha que era zoada na sala. Sou aquela do aparelho freio de burro. Sou cada não que recebi para sair a noite. Sou os prêmios estudantis que buscava quando a festa acabava. Sou aquela que o short de educação física cabia três pessoas dentro. E que por um bom tempo preferiu ter calos, a assumir o número que realmente calçava. Sou as personagens dos livros de Meg Cabot que peguei emprestados para ler na adolescência. Sou os filmes de terror que assisti para fazer parte de um grupo. Sou a fobia a escuro que adquiri por conta dessa tentativa de ser aceita. Sou as guerreiras da Disney que conheci ainda em VHS. As princesas não, essas nunca vi graça. Exceto Cinderela. Ela eu me identifico. Sou a barbie Anastasia que tinha escondida da proibição de alimentar o padrão de beleza que tais bonecas me obrigaria !? Sou a fuga de críticas de um colégio moderno. Sou a aceitação de um colégio interno tradicional. Sou a descoberta de mim mesma. Sou as paixões que vivi. As que apenas sonhei. Sou as noites que chorei abraçada a travesseiros. Sou as lágrimas que misturavam-se a banhos demorados. Sou os sorrisos largos que me deram motivos para espalhar. Sou gargalhadas escandalosas. Ou silenciosas. Sou o arrepio da música boa que toca. Ou só do toque. Sou os desenhos que assisti na infância. E os que rabisquei quase que por instinto. A paixão por super heróis que não foi coisa de fase. Sou encanto pela mitologia grega. Sou significado de sonhos. Revistas de signos. Sou arte. Tela manchada. Textos de Fred. Boemia de Coiro. Sou poesia. Do meu biso. Do meu avô. Minha. Sou o que escrevo, mas não publico. Sou minhas manias. Meu gosto culinário limitado. Ou pouco explorado. Sou minha coleção de canecas. E a de adesivos na infância que acabaram sem serventia. Sou o cabelo desgrenhado que não penteio. Sou o vício e a preguiça por fazer maquiagens. Sou cactos. Ou orquídeas azuis. Sou a lua que mora em mim. Sou o mar que observo. Sou aquele recado que me fez sorrir de canto de boca. Sou o que falo durante o sono. Sou os diálogos que tenho frequentemente, em voz alta, comigo mesma. Sou a música alta que alguém se incomoda. Sou o autocontrole quando a ouço com fones, em pé, num ônibus. Sou o despertador que não espera amanhecer. Sou as aulas que presto atenção. E as que mexo no celular, quando não cochilo. Sou o sonho em trabalhar com moda que alimento. Sou a busca incessante por apoio. Sou a que diz "não, obrigado" para um brigadeiro. E a que vai desejar que sua coxinha caia, caso não a ofereça. Sou as viagens que planejo. Sou os cafunés que recebo. Sou os dias que sinto a chuva. E os dias que fujo dela. Sou apego. E desapego na mesma intensidade. Sou atração por mentes. Digo, intelecto. De mentira tenho é repulsa. Sou a alma nua. A pele à mostra. É que minha verdade costuma ser crua. Sou Capitu. Porque a Amélia que me aconselharam ser, achei sem tempero. Sou tela que tem sede de tinta. Sou minhas páginas em branco. Sou o que conta minha história. E o rumo que vou dá-la.
Desmistificar o corpo ainda te choca mais que uma alma desnuda ?
Leia-me novamente.















































Ph: Rafael Rocha
Concept: Focus
Model: Bruna Gavião
Support: Clara Fernandes & Júlia Oliveira

Leia-me antes. Vez ou outra deparo-me a interessados, admiradores, e na maioria, curiosos, o qual sempre buscam a mesma resposta: Quem ...

0 comentários: