Diário de Bordo - CAPRI (Parte II)

12:30 Maria Aline Tavares 1 Comentários


Estou eu, Aline Tavares de sempre, aqui de novo, aos trancos e barrancos. Isso porque, gente, deixa eu contar pra vocês... Depois de escrever esse post toddynho, um trabalho da pest, eu cancelei, não sei como, tudo o que tinha escrito! A página ficou em branco novamente! Depois de muito drama voltei pro pc e refiz tudo! Isso que é comprometimento com o leitor! Dêem valor a este post que fiz com muito ca-(Rrrr)ri-nho (emoji vermelho raivoso)

 
Okay, Okay! Vamos continuar aquele passeio?! Se você está boiando igual essas canoas e não sabe do que estou falando, para tudo e clica aqui para ver a primeira parte da viagem! Olhem como é pequena e baixa a entrada de uma das grutas mais famosas do mundo! Para entrar na Grotta Azzurra todos devem ficar completamente deitados na canoa para não bater a cabeça na pedra. Amei ainda mais esse obstáculo! (Me achando a Glória Maria naquelas missões impossíveis do Fantástico!)
 

Finalmente estou na Gruta Azul!! aaaaahh Que emoção!! A água é AZUL FLUORESCENTE!! Me senti no Planeta Pandora do filme Avatar! Os guias das canoas (super divertidos e gentis) ficavam cantarolando fazendo um eco lá dentro, parecia uma apresentação de ópera! Um espetáculo sem igual! A visita é muito rápida! Por isso ja deixem tudo preparado, o flash da câmera ligado #ficaadica e tentem aproveitar um dos 3 minutinhos mais impressionantes de toda sua vida! Vejam o vídeo que fiz de Capri no meu instagram @mary_linny !


Eu voltarei para fazer apenas o Giro da Grotta Azzurra e poder ficar mais uns instantes ali! Só penso nisso! *-* Depois da Gruta, retornamos ao Porto Marina Grande e assim completamos a volta inteira na ilha. Agora o passeio será via terrestre, porque uma ilha não é feita só de mar! Além das belezas marítimas, Capri também é famosa por suas flores que perfumam e colorem as ruas da cidade.





De qualquer lugar da ilha temos um explêndido panorama! Melhor ainda da parte alta da cidade, o Centro de Capri. As opções para chegar lá são: ônibus (€1,80); táxi (em torno de €20); ou a pé (45min caminhando). Eu fui de funiculí funiculá (€1,80), porque é a forma mais rápida, mais economica e o passeio é apaixonante! Enquanto subimos o funiculare comtemplamos a bella paisagem de Capri.

 Funiculare Station



Pronto! Saindo da estação funicular já estamos na Piazzetta (pracinha) do Centro. A partir de agora o cenário sera esse:




Aqui encontramos hotéis, restaurantes, igrejas, museus, lojas de grife, mais flores... Tem de tudo! Eu fiquei impressionada como uma ilha tão pequena (15 mil habitantes) consegue ser tão completa! Em qualquer categoria que você queira! Mar, praias, montanhas, trilhas, aventura, sossego, história, compras... Isso é sensacional!



Aí vem Capri e me surpreende mais uma vez me apresentando o melhor sorvete que já tomei em toda minha vida, com casquinha crocante feita na hora, na famosa Gelateria R. Buonocore. A sorveteria se tornou mais um ponto turístico da ilha, por isso sempre é cheio de gente e nem preciso dizer para vocês irem lá e etc porque, pelamordedeus, até hoje sonho com aquele sorvete! Né possível um negócio desse!


Não fiz foto da sorveteria e nem do sorvete porque estava ocupada demais saboreando-o e me sujando toda! Só posso dizer que fica nessa rua e que é muito fácil de achar! O centro é pequeno. Ao fundo, o famoso Hotel Quisisana.


Mas vamos pra frente que atrás vem gente! E vem mesmo! As ruas lotadas de turistas! Também porque era verão, alta temporada. Depois das 17h a cidade começa a ficar mais calma, pois muitas pessoas vão pra ilha de bate e volta, assim como eu fui :( O que não aconselho pra ninguém! Vocês acham que o meu passeio de um dia só foi longo? Concordo! Foi mesmo! Porém Capri tem muito mais a oferecer!

 Prefeitura


Depois de curtir um pouco do Centro, meio correndo contra o tempo, peguei o funicular para o Porto novamente, pois estava chegando a hora do meu Ferry.



Mesmo restando alguns minutos aqui na ilha, ainda consegui andar de cabo...


...a rabo, por toda a Marina Grande, a cidade baixa de Capri.





Afim de propor um roteiro mais completo para vocês, digníssimos leitores kkk, eu vou falar agora dos outros pontos turísticos de Capri que não tive tempo de conhecer. Será também como uma lista do que eu mesma irei fazer quando retornar a ilha. Espero que seja em breve porque já estou morrendo de saudades desse paraíso! :D

  • Villa Jovis - Uma das vilas do Imperador Tibério que fica no topo de um monte. A caminhada dura 45min saindo do Centro de Capri. Daqui conseguimos ver o Golfo de Napoles e as ilhas vizinhas.
  • Villa Lysis - No caminho para a Villa Jovis podemos fazer uma pausa para descansar e conhecer, talvez, uma das casas mais lindas privilegiadas do mundo!
  • Arco Naturale - Falhas rochosas em forma de arco sobre as montanhas. Nessa trilha, que é um pouco puxada, conheceremos Capri inexplorada e selvagem.
  • Certosa de San Giacomo - Não podem esquecer de passar por aqui aqueles que admiram uma bela arquitetura cheia de história! É a construçao mais antiga de Capri. Já foi convento, igreja, prisão e hoje é uma escola!
  • Jardins de Augusto - Perto da Piazzetta (10min) temos um terraço feito com as flores mais lindas e coloridas de Capri. Vista privilegiada dos Faraglioni.
  • Via Krupp - Uma exótica estrada em forma de um longo e estreito zig zag. Construída à beira de uma montanha para facilitar a passagem do Centro de Capri para Marina Piccola.
  • Centro Historico de Anacapri - Cidade vizinha (3km) a Capri. Além de sua história, vale a pena conhecer o lado mais alto, calmo e primitivo da ilha.
  • Villa San Michele - Outra linda e privilegiada casa a céu aberto, situada em Anacapri.
  • Teleférico - Em Anacapri pegamos o teleférico que nos leva ao Monte Solaro, de onde temos o melhor panorama da ilha. Experiência única de voar sobre as montanhas de Capri e registrar uma foto bem original!
  • Outras Trilhas - Passeios via terrestre para conhecer o interior de algumas grutas e dos pontos turísticos que vimos no Giro Dell'Isola, na primeira parte da viagem. 
  •  

Antes de ir vejam o que seria mais interessante para você conhecer, e não se preocupem porque no meio desses longos passeios tem ótimos restaurantes, espalhados por toda ilha, te esperando para repor as energias. (Na foto sou eu chorando querendo ficar! Vai acontecer com vocês também!) Espero que tenham curtido o percurso que fiz! E aqueles que já conhecem Capri, aprovaram o meu roteiro?! Comentem! Sobre qual lugar vocês gostariam que eu escrevesse? Isso é misterio até pra mim! Vou aguardar com vocês pelo próximo destino! Qual será, hein?! #ansiosa Arrivederci! ;)


Estou eu, Aline Tavares de sempre, aqui de novo, aos trancos e barrancos. Isso porque, gente, deixa eu contar pra vocês... Depois de e...

1 comentários:

Tâmara Lima disse...

Sensacional! Eu quero o sorvete RSRSRS.... Magnífico esse lugar, pra conhecer tudo sem perda de tempo tem q se hospedar por lá, assim dá pra absorver as belezas de Capri neh?! Chora ñ, cê vai voltar...eu q tenho q chorar por ñ poder estar ae e vê isso tudo de pertin.